Os "espertos" controlam o futuro de quem no presente não sabe controlar o passado